Geraldo Alckmin
🇧🇷 Curto Brasil

Geraldo Alckmin: de adversário a vice-presidente de Lula e ministro da Indústria e Comércio

31-dez 10:59
2 min
Créditos da imagem: AFP

O ex-tucano Geraldo Alckmin (PSB) passou da posição de adversário de longa data de Lula para vice-presidente, coordenador da equipe de transição e ministro da Indústria e Comércio. Médico de formação, ele volta a ocupar um lugar de destaque na política. O Curto te conta mais sobre a trajetória de Alckmin.

  • Iniciou sua carreira política como vereador, depois como prefeito de sua cidade natal nos anos 1970, antes de ser eleito deputado em 1986.
  • 1988: cofundou o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB);
  • 2001 a 2006 e 2011 a 2018: governador de São Paulo;
  • 2006: perdeu para Lula no segundo turno das eleições presidenciais;
  • 2018: obteve menos de 5% dos votos nas eleições presidenciais;
  • 2022: deixa o PSDB e se filia ao Partido Socialista Brasileiro (PSB).

Aos que consideram sua aliança com o ex-presidente petista antinatural, Geraldo Alckmin assegura que chegou o momento de uma união sagrada pela democracia, ameaçada, segundo ele, pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), de inclinação ultradireitista.

No entanto, em 2017, Alckmin ainda tinha muitas críticas ao ex-operário metalúrgico: “Depois de ter quebrado o Brasil, Lula diz que quer voltar ao poder. Ou seja, ele quer voltar à cena do crime”, disse durante um congresso do PSDB.

Longe de ser um orador carismático, Alckmin recebeu um apelido pouco lisonjeiro: picolé de chuchu. “Não sou um ‘showman’. Me apelidaram de picolé de chuchu. Quem quiser ver show, vá ver o gênio do Tom Cavalcante”, acrescentou durante as presidenciais de 2018. Este ano, ao lado de Lula, ele se distinguiu por seu bom humor: “Lula é um prato que cai bem com chuchu”, brincou, inspirando uma receita de risoto que se popularizou nas redes sociais.

Casado há 40 anos com Lu Alckmin, é pai de três filhos e sofreu a dor de perder seu filho caçula, Thomaz, em um acidente de helicóptero em 2015.

Ministro de Estado do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC)

Ao aceitar o cargo de ministro, Alckmin escreveu que Lula “reforça o compromisso pelo emprego e renda, a partir da reindustrialização do país; de mais acordos internacionais; e de uma agenda de competitividade que reduza custos, incentive o empreendedorismo e aumente a renda do trabalhador”.

(Com AFP)

Leia também: