Toninhas-aspect-ratio-930-440
🇧🇷 Curto Brasil

Mais de 30 golfinhos morreram em duas semanas no litoral de SP

25-out 9:22
2 min

Em pouco mais de duas semanas, 33 golfinhos da espécie conhecida como ‘toninha’ foram encontrados mortos em praias do litoral do Estado de São Paulo. No ano, já são 183 animais mortos na região. A toninha é a espécie de golfinho mais ameaçada de extinção no Brasil. As mortes preocupam os conservacionistas e podem estar relacionadas ao aumento da poluição do mar e à pesca com rede.

Os dados são de levantamento feito pelo Programa de Monitoramento das Praias da Bacia de Santos, no período de 30 de setembro a 15 de outubro. Como a espécie se aproxima da costa para reprodução a partir da primavera, há o temor de que o número de mortes este ano supere o dos últimos dois anos. Em 2021, morreram 235 e no ano anterior, 173.

Segundo a coordenadora do Instituto Gremar de resgate de animais marinhos, Andrea Maranho, desde que o monitoramento teve início, em 2016, o número de mortes aumentou 20%. As mortes causadas por redes de pesca passaram de 17% para 45% nesse período.

A toninha é apelidada de “golfinho invisível” por ser um animal raro e muito tímido – ela não salta para fora da água como outros golfinhos. Como a primavera é o período de reprodução da espécie, a presença delas é comum nesta época em águas rasas do Litoral, próximas da costa. Elas se alimentam de peixes, como sardinha, pescadinha e manjuba, que também atraem os pescadores. Como a toninha possui um focinho longo, ela acaba ficando presa às redes de pesca.

A toninha é uma das menores espécies de golfinhos do mundo, encontrada apenas na América do Sul, e está criticamente em perigo, segundo a lista oficial das espécies brasileiras ameaçadas de extinção. No Brasil, a espécie é encontrada desde Itaúnas, no norte do Espírito Santo, até o extremo sul do litoral gaúcho.

(Com Estadão Conteúdo)