Brazilcore: tendência fica entre a moda e o simbolismo político
📖 Curto Cultura

Brazilcore: tendência fica entre a moda e o simbolismo político

28-ago 16:47
2 min
Créditos da imagem: Reprodução/Instagram/@maluborgesm

Com a chegada da Copa do Mundo, o verde e amarelo volta a ganhar protagonismo. O chamado ‘brazilcore’ viralizou nas redes sociais nas últimas semanas – e o Curto te explica o que é a tendência e sua relação com a política.

Brazilcore é uma tendência de moda que consiste em, basicamente, se vestir com as cores da bandeira do Brasil. Mas você sabia que, na verdade, foram influenciadores estrangeiros que popularizaram a tendência? O TikTok e Instagram estão repletos de publicações com looks de usuários dos Estados Unidos e Europa – e é claro que os influenciadores brasileiros também estão aderindo.

Lilyan Berlim, doutora em ciências sociais e professora da ESPM, explica que “à medida que as camisas foram produzidas oficialmente, quase que imediatamente começam as cópias, que são apropriadas por quem não pode pagar. O que é importante ali é o símbolo”. A camisa da seleção brasileira, portanto, virou item de desejo.

Camisa da seleção X símbolo político

Nos últimos anos, a camisa do Brasil virou símbolo político e muitas pessoas deixaram de usar – principalmente após a polaridade das eleições presidenciais de 2018. No entanto, com a aderência de influenciadores estrangeiros e a nova coleção para a Copa do Mundo de 2022, o uso do verde e amarelo se popularizou novamente.

“Quando chega essa coleção nova, a importância maior dela é chegar num momento político que diz ‘essa camisa é de todo mundo, esse símbolo é de todo mundo’. Vestir a camisa da nossa seleção, que tem as cores da nossa bandeira, que significa o nosso país”, reflete Lilyan.

A estilista Suyane Ynaya vai além: nas redes sociais, ela traz uma reflexão sobre o uso de camisas de time na periferia e a ressignificação do símbolo político.