337R3AD-highres-scaled-aspect-ratio-930-440
⚡️ Curto Flash

Tiroteios na Califórnia deixam ao menos 18 mortes em 3 dias; saiba mais no Curto Flash

24-jan 17:35
4 min
Créditos da imagem: AFP

Sete pessoas foram mortas e outras ficaram feridas em um tiroteio na cidade de Half Moon Bay, na Califórnia, nesta segunda-feira (23). Este é o segundo ataque a tiros no estado americano em três dias. Saiba mais no Curto Flash, a nossa seleção das principais manchetes do momento.

Tiroteios em massa na Califórnia

Uma enxurrada de violência armada deixou o estado mais populoso dos Estados Unidos (EUA) em busca de respostas nesta terça (24), quando o número de mortos em tiroteios consecutivos na Califórnia aumentou para pelo menos 18 pessoas em menos de três dias. (The New York Times*)

Enquanto a polícia da Califórnia lutava para entender por que um homem matou a tiros 11 pessoas que comemoravam o Ano Novo Lunar, dois novos tiroteios abalaram o estado, deixando 7 mortos.

Os ataques ocorreram em fazendas perto de Half Moon Bay, uma comunidade da costa pacífica perto de São Francisco. A polícia prendeu um suspeito de 67 anos.

Caso Brumadinho

A Justiça Federal aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra 16 pessoas e as empresas Vale e Tüv Süd pelo rompimento da barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho, Região Metropolitana de Belo Horizonte. O desastre ocorrido no dia 25 de janeiro de 2019 deixou 270 pessoas mortas. Três seguem desaparecidas. (G1)

Russos fora dos Jogos Olímpicos de 2024?

Os atletas russos “não deveriam” participar dos Jogos Olímpicos de Paris 2024, pediu o presidente da Ucrânia, Volodimir Zelenski, a seu colega francês, Emmanuel Macron, em conversa por telefone nesta terça-feira (24), dia em que a invasão russa completa 11 meses.

“Insisti particularmente que os atletas da Rússia não deveriam participar dos Jogos Olímpicos de Paris”, escreveu Zelensky em sua conta no Telegram após sua conversa com Macron.

O presidente ucraniano também se mostrou contrário à proposta do Comitê Olímpico dos Estados Unidos que permitia aos atletas participar dos Jogos de Paris desde que não representassem suas bandeiras. (AFP)

Google no banco dos réus

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos processou o Google, nesta terça-feira (24), por “monopólio” no mercado da publicidade online, segundo um documento judicial, enquanto a gigante da tecnologia enfrenta outras queixas judiciais relacionadas à lei de livre concorrência. (Forbes*)

A autoridade acusa o grupo californiano de ter abusado de sua posição dominante para excluir seus concorrentes, particularmente  “tomando o controle de forma sistemática de uma ampla variedade de ferramentas de alta tecnologia, usadas por editores, anunciantes e outros atores do mercado”, destacou.

Sucessão de Lewandowski

A atuação nos casos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e nas disputas empresariais dão a Cristiano Zanin precedentes jurídicos que podem ser usados como trunfos pelo advogado em uma eventual indicação ao Supremo Tribunal Federal (STF). (Estadão) 🚥

Primeiro ministro a deixar uma vaga aberta, Ricardo Lewandowski será ouvido pelo presidente Lula a respeito de sua sucessão.

Além de Zanin, são cotados para uma vaga no STF: Pedro Serrano, Lenio Streck e Manoel Carlos de Almeida Neto.

Presidente do Peru pede ‘trégua nacional’ 

A presidente do Peru, Dina Boluarte, pediu”uma trégua nacional” e a criação de “mesas de diálogo”, em uma tentativa de apaziguar a grave crise social que sacode o país desde dezembro.

“Convoco a minha querida pátria para uma trégua nacional para poder estabelecer mesas de diálogo, para poder fixar a agenda por cada região e desenvolver nossos povos. Não me cansarei de convocar o diálogo, a paz e a unidade”, disse Boluarte em uma entrevista coletiva para a imprensa estrangeira no Palácio de Governo, em Lima.

Além disso, Boluarte descartou, mais uma vez, sua renúncia. (AFP)

Bens de golpistas bloqueados

A Advocacia-Geral da União (AGU) ingressou, nesta terça-feira (24), com uma nova ação para bloquear bens de investigados pelos atos golpistas de 8 de janeiro em Brasília. Na ação, a AGU requer a indisponibilidade do patrimônio de 40 pessoas físicas que foram presas em flagrante no dia dos atos.

A AGU sustenta que a medida é necessária para reparar os prejuízos causados pelos acusados que participaram ativamente da depredação das instalações do Congresso, do Palácio do Planalto e do Supremo Tribunal Federal (STF). Caso a medida seja aceita pela Justiça Federal, o bloqueio ocorrerá sobre imóveis, veículos e contas bancárias. (Agência Brasil)

(*): Conteúdos em outros idiomas traduzidos pelo Google Tradutor

(🇬🇧): conteúdo em inglês

(🚥): pode exigir registro e/ou assinatura 

Receba notícias e newsletters do Curto News no WhatsApp e Telegram.

Clique aqui e faça download do aplicativo do Curto News para Android.