Ursos polares - fonte: Reprodução/Unsplash
🌎 Curto (Sobre)Viver

Ártico esquenta 4x mais rápido que o resto do planeta, diz estudo

11-ago 14:45
2 min
Créditos da imagem: Ursos polares - fonte: Reprodução/Unsplash

A região do Círculo Polar Ártico aqueceu a uma taxa 4x mais rápida do que o resto do planeta nos últimos 40 anos, diz relatório publicado nesta quinta-feira (11).

De acordo com um relatório publicado nesta quinta-feira (11), a região do Círculo Polar Ártico aqueceu a uma taxa quatro vezes mais rápida do que o resto do planeta nos últimos 40 anos – um fenômeno conhecido como amplificação do Ártico.

O Ártico vem aquecendo em média 0,75ºC a cada década, dizem esses cientistas no estudo publicado no portal científico Communications Earth&Environment. 

“Até agora, a crença era de que o Ártico estava se aquecendo duas vezes mais rápido que o resto do planeta, então fiquei um pouco surpreso quando nossos dados foram muito mais altos”, relatou Antti Lipponen, coautor do estudo e membro do Instituto Meteorológico Finlandês.

Existem opiniões divergentes na comunidade científica sobre os limites exatos da região, que inclui o Oceano Ártico e a massa continental, e sobre os períodos que são tomados como base de estudo.

O aquecimento da região do Ártico tem um impacto profundo nas comunidades locais e na vida selvagem, como os ursos polares. 

“A mudança climática é causada por humanos. À medida que o Ártico se aquece, suas geleiras derreterão e isso afetará o nível do mar globalmente”, explicou Lipponen.

Curto curadoria:

Com informações da AFP.

Foto de destaque: Reprodução/Unsplash

(🚥): pode exigir registro e-ou assinatura

(🇬🇧): conteúdo em inglês

(*): conteúdos em outros idiomas foram traduzidos via Google Translate