posse_mcamgo_abr_010120231818-4-aspect-ratio-930-440
🇧🇷 Curto Brasil

Últimas notícias da posse: Lula desfila em carro aberto, sobe rampa do Congresso e se torna o novo presidente do Brasil

Por: Bárbara Pereira e Marcela Guimarães
1-jan 14:30
3 min
Créditos da imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Partido dos Trabalhadores volta ao poder no Brasil neste domingo (1º), com a posse de Lula como presidente para um novo mandato de quatro anos. A cerimônia conta com um dispositivo de segurança inédito em Brasília e a ausência do ex-presidente Jair Bolsonaro. Acompanhe as últimas informações sobre a cerimônia.

*Esta nota está sendo atualizada

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva optou por seguir no tradicional Rolls-Royce, aberto, acompanhado do vice-presidente Geraldo Alckmin e as esposas de ambos, Lu Alckmin e Rosângela da Silva.

Ao chegar no Congresso, presidente e vice foram recebidos pelos presidentes das casas parlamentares, Rodrigo Pacheco e Arthur Lira.

Lula e Alckmin fizeram seus juramentos como comandantes da Nação em frente a chefes de estado, parlamentares e outras autoridades. Logo depois, os dois assinaram o termo de posse.

Discurso no Congresso

“Não carregamos nenhum ânimo de revanche contra os que tentaram subjugar a Nação a seus desígnios pessoais e ideológicos, mas vamos garantir o primado da lei. Quem errou responderá por seus erros, com direito amplo de defesa, dentro do devido processo legal”, disse o presidente Lula.

“Quando fui eleito presidente pela 1ª vez, ao lado do José Alencar, iniciei o discurso de posse com a palavra ‘mudança’… direito à vida digna, sem fome, com acesso ao emprego, saúde e educação. Disse, naquela ocasião, que a missão de minha vida estaria cumprida quando cada brasileiro e brasileira pudesse fazer 3 refeições por dia. Ter de repetir este compromisso no dia de hoje é o mais grave sintoma da devastação que se impôs ao país nos anos recentes”, destacou Lula.

Lula afirmou o revogaço de decretos que aumentaram o armamento da população e reforçou respeito à todas as religiões. Falou também em retomar o protagonismo no mundo, principalmente na preservação do meio ambiente.

Movimentação em Brasília

Uma multidão acompanha a cerimônia de posse do presidente Lula.

A previsão era de 300 mil pessoas concentradas nas ruas da capital federal para acompanhar a posse de Lula/Alckmin e o Festival do Futuro, com shows de mais de 60 artistas na Esplanada dos Ministérios.

No início da manhã, apoiadores faziam fila nos postos de controle de segurança e manifestavam apoio ao presidente eleito aos gritos de “Lula, guerreiro do povo brasileiro!” e “Aha, uhu, a Esplanada é nossa!”.

Delegações internacionais

O novo presidente recebeu saudações de cerca de 20 chefes de Estado – um número recorde para uma cerimônia de posse no país.

Ausência de Bolsonaro para a passagem da faixa presidencial

Bolsonaro deixou o Brasil na sexta-feira (30) e viajou para os Estados Unidos dois dias antes do fim de seu mandato. Pela primeira vez desde 1985, um presidente entrante não receberá a faixa presidencial das mãos de seu antecessor, e ainda é uma incógnita quem a entregará a Lula.

(Com AFP)