ben-michel-Uyn3kXAaZX8-unsplash-scaled-aspect-ratio-930-440
🤩 Curtiu?

Pet shops do estado de Nova York não poderão mais vender animais a partir de 2024

3-jan 19:18
1 min

Lojas de animais de estimação do estado de Nova York serão proibidas de vender cães, gatos e coelhos, de acordo com uma lei assinada em 29 de dezembro e que pretende barrar a comercialização de animais criados em instalações que, segundo grupos de defesa, os submetem a maus-tratos.

De acordo com reportagem do jornal New York Times, a legislação foi assinada pela governadora Kathy Hochul, somando o estado de Nova York à Califórnia e Illinois, que implementaram esse tipo de proibição contra o que defensores dos animais chama de “fábricas de filhotes”.

“Acabar com a fábrica de filhotes no estado de Nova York significa o triunfo da compaixão sobre os males inerentes a uma indústria cruel que busca lucros submetendo animais a tratamento bárbaro”, disse Linda Rosenthal, deputada democrata que apoiou a legislação na Câmara.

Já a indústria por trás dos pet shops argumenta que a proibição levará a uma série de consequências indesejadas, como o surgimento de um mercado clandestino de animais.

Para amenizar impactos econômicos, a restrição foi empurrada para 2024. Parte da intenção da lei é incentivar as pessoas a adotar animais de abrigos e organizações de resgate, que dizem estar cheios de cachorros, muitos dos quais abandonados por pessoas que compraram pets na pandemia.

Veja também:

Receba notícias e newsletters do Curto News no WhatsApp e Telegram.