istockphoto-467469035-612x612-1-aspect-ratio-930-440
🥸 Não Curto Fake News

O que é negacionismo? Não entre nessa onda!

28-out 12:55
3 min
Créditos da imagem: Getty Images/iStockphoto

O termo ‘negacionista’ tem origem francesa e foi usado para falar sobre o primeiro movimento do tipo no mundo moderno: os negacionistas do Holocausto. Passado e presente se encontram – e o Curto vai explicar, de uma vez por todas, o que é negacionismo. Bora?!

Segundo a Academia Brasileira de Letras, negacionismo é uma “atitude tendenciosa que consiste na recusa a aceitar a existência, a validade ou a verdade de algo, como eventos históricos ou fatos científicos, apesar das evidências ou argumentos que o comprovam”.

O termo ficou conhecido devido ao Holocausto, que foi a perseguição, prisão e aniquilação da população judaica entre 1942 e 1945. Essa intolerância resultou na morte de pelo menos 6 milhões de judeus, boa parte deles assassinada em câmaras de gás.

Alguns intelectuais, como Maurice Bardèche e Paul Rassinier, afirmaram em seus livros que o Holocausto foi uma farsa. Essa foi a primeira onda negacionista registrada na história. Depois disso, até mesmo fatos científicos começaram a ser negados sistematicamente. O ‘terraplanismo’ é um deles.

Aliás, outro fato: naquela época também surgiu a palavra genocídio. O jurista judeu Raphael Lemkin evidenciou o termo para descrever o tratamento nazista aos prisioneiros dos campos de concentração. Dá para perceber que nada é de hoje, né?

O “negacionismo é uma postura deliberada de você ignorar evidências e fatos já consolidados. Com o avanço das redes sociais e com a ampliação do compartilhamento de informações, a verdade, os fatos e as evidências se diluem e acabam perdendo os espaços e legitimações de autoridade”, explica o Professor de História do Canal Historiando, Rodrigo Basilio, mestre em Humanidades, Direitos e Outras Legitimidades pela Universidade de São Paulo (USP).

O humorista Matheus Costa faz sucesso nas redes sociais com vídeos irritando o seu pai, o Seu Zé. Em vários vídeos é possível ver o influenciador chamando o pai de negacionista. Seu Zé surta e corrige o filho. Mas por que ele fica tão irritado?

O professor explica que existe negacionismo no Brasil e dá exemplos como “os movimentos antivacinas e a ditadura militar”.

“O Brasil inserido nesse contexto ocidental também está impregnado, talvez o Brasil seja a vanguarda dessas posturas negacionistas.”

Nos últimos tempos, os delírios negacionistas da ciência foram:

  • os movimentos antivacinas;
  • os movimentos terraplanistas;
  • os negacionistas das mudanças climáticas;
  • os negacionistas da pandemia.

No Brasil, infelizmente, é possível dar check em todas as teorias.

O professor explica que “o negacionismo não é o direito de trazer uma inverdade e não se enquadra dentro de uma perspectiva ou uma opinião“.

Combate

“É importante combater o negacionismo de forma assertiva e enfática, e com uma cultura de educação  sobre a utilização mais responsável e consciente das mídias sociais, de forma que os discursos negacionistas possam ser cortados logo no início da sua divulgação”, concluiu Basilio.

🎬 Vale a pena assistir

Na Netflix, o documentário “A Terra é Plana” tenta entender quem são as pessoas que acreditam que o planeta não é redondo.

Curto Curadoria