Créditos da imagem: Getty Images via AFP

Apple reforça planos para trazer IA generativa para iPhones

A Apple está aumentando suas capacidades em inteligência artificial (IA), fazendo uma série de aquisições, contratações de pessoal e atualizações de hardware projetadas para levar a IA à sua próxima geração de iPhones.

A Apple tem sido mais ativa do que as grandes empresas rivais de tecnologia na compra de startups de IA, adquirindo 21 desde o início de 2017. A mais recente dessas aquisições foi a compra, no início de 2023, da startup WaveOne, com sede na Califórnia, que oferece compressão de vídeo com tecnologia de IA.

PUBLICIDADE

A empresa também tem contratado agressivamente especialistas em inteligência artificial, com quase metade das ofertas de emprego em IA da empresa agora incluindo o termo “Deep Learning”.

A Apple tem mantido segredo sobre seus planos de IA, mas de acordo com especialistas do setor, a empresa está trabalhando em seus próprios grandes modelos de linguagem, a tecnologia que alimenta produtos generativos de IA, como o ChatGPT da OpenAI.

O objetivo da Apple parece ser operar IA generativa através de dispositivos móveis, o que permitiria que chatbots e aplicativos de IA rodassem no próprio hardware e software do telefone, em vez de serem alimentados por serviços de nuvem em centros de dados.

PUBLICIDADE

Esse desafio tecnológico exige reduções no tamanho dos grandes modelos de linguagem que alimentam a IA, bem como processadores de maior desempenho.

A Apple revelou novos chips, que possuem maiores capacidades para executar IA generativa. O chip A17 Pro do iPhone 15, por exemplo, possui um motor neural que, segundo a empresa, é duas vezes mais rápido que as gerações anteriores.

Os pesquisadores da Apple publicaram um artigo em dezembro anunciando que haviam feito um avanço na execução de LLMs no dispositivo usando memória Flash, o que significa que as consultas podem ser processadas mais rapidamente, mesmo offline.

PUBLICIDADE

Em outubro, lançou um LLM de código aberto em parceria com a Universidade de Columbia. Atualmente, “Ferret” está limitado a fins de pesquisa.

A Apple está claramente comprometida em trazer IA generativa para seus iPhones. A empresa está investindo em pesquisa e desenvolvimento, bem como em hardware e software, para tornar essa tecnologia possível.

Os analistas acreditam que a Apple está se preparando para um ciclo de atualização dos iPhones impulsionado pela procura de novos recursos generativos de IA. A empresa também está posicionando-se para competir com empresas como a Microsoft, que estão se tornando líderes em IA.

PUBLICIDADE

Leia também:

Procurando uma ferramenta de Inteligência Artificial para facilitar a sua vida? Neste guIA, você navega por um catálogo de robôs movidos a IA e conhece suas funcionalidades. Confira a avaliação que a nossa equipe de jornalistas deu para elas!

Rolar para cima