Créditos da imagem: Curto News/BingAI

Pesquisador cria criança simulada usando IA; entenda

Um pesquisador chinês revelou o que ele chama de "o primeiro filho de inteligência artificial (IA) do mundo", afirmando que a criação poderia levar a tecnologia a uma nova era.

Conforme relata o South China Morning Post, os visitantes da Exposição de Tecnologia de Inteligência Artificial Geral realizada em Pequim no final de janeiro puderam interagir com o avatar representando Tong Tong – uma criança virtual cujo nome se traduz para “Pequena Garota” em inglês.

PUBLICIDADE

Criada no Instituto de Inteligência Artificial Geral de Pequim (BIGAI) – que, sim, é dedicado à construção de inteligência artificial geral, ou IA de nível humano – Tong Tong é ideia de Zhu Songchun, fundador do instituto e cientista da computação especializado em “inteligência artificial cognitiva“, ou IA projetada para imitar a cognição humana.

Enquanto avatares de IA podem ter aparências e personalidades simuladas de todos os tipos, eles afirmam que Tong Tong é projetada para quebrar novos fundamentos técnicos, não apenas executando tarefas dadas a ela em um ambiente virtual, mas também se dando novas tarefas de forma independente.

“Tong Tong possui uma mente e se esforça para entender o bom senso ensinado pelos humanos”, diz um vídeo em chinês do BIGAI sobre a simulação infantil, segundo a tradução do SCMP. “Ela distingue o certo do errado, expressa suas atitudes em várias situações e tem o poder de moldar o futuro.”

PUBLICIDADE

Raciocínio Dedutivo

Além de ser uma novidade para os participantes da conferência, Tong Tong desempenhará um papel maior no futuro da IA geral por meio do “Teste Tong” do BIGAI.

Proposto no ano passado como uma espécie de inversão e teste Turing muito mais complexo, esta avaliação de quase 150 perguntas tem como objetivo deduzir a sofisticação de um modelo de inteligência artificial. Sua bateria de avaliações examina cinco dimensões quantificáveis – visão, linguagem, cognição, emoção e aprendizado – bem como valores sociais e grupais, na tentativa de determinar quão próximo da IA geral um determinado modelo pode estar.

“Para [IA geral] se integrar perfeitamente em ambientes humanos, ela deve aprender e executar tarefas em configurações complexas, impulsionadas por valores e uma compreensão de causalidade”, Zhu foi citado em uma declaração no ano passado, segundo o SCMP. “É por isso que propusemos o Teste Tong, uma nova direção para testar IA geral, focando em habilidades práticas e valores.”

PUBLICIDADE

Embora isso soe muito como o tipo de otimismo em IA que é ridicularizado nos EUA – onde Zhu foi educado e viveu por décadas antes de voltar para a China, em parte para escapar do xenofobia – Tong Tong é, no entanto, parte integrante dos esforços do acadêmico para construir IA geral, e, como seu criador disse na conferência de Pequim no mês passado, os dados que ela ajuda a reunir podem aproximar o mundo cada vez mais desse objetivo assustador.

“Para avançar em direção à inteligência artificial geral”, Zhu disse, “devemos criar entidades que possam compreender o mundo real e possuir uma ampla variedade de habilidades”.

Leia também:

Procurando uma ferramenta de Inteligência Artificial para facilitar a sua vida? Neste guIA, você navega por um catálogo de robôs movidos a IA e conhece suas funcionalidades. Confira a avaliação que a nossa equipe de jornalistas deu para elas!

PUBLICIDADE

Rolar para cima