Privacidade: Google destruirá bilhões de registros de dados

Em um acordo histórico, o Google vai destruir bilhões de registros de dados de navegação para resolver uma ação judicial que o acusava de rastrear secretamente a atividade online de usuários que pensavam estar navegando de forma privada.

Detalhes do Acordo

  • Valor: Avaliado em mais de US$ 5 bilhões, chegando a US$ 7,8 bilhões.
  • Termos:
    • O Google não paga indenização, mas os usuários podem processar a empresa individualmente.
    • O Google atualizará as divulgações sobre o que coleta na navegação privada.
    • O Google permitirá que usuários anônimos bloqueiem cookies de terceiros por cinco anos.
    • O Google destruirá bilhões de registros de dados coletados de usuários no modo de navegação privada.

Impacto do Acordo

  • O Google coletará menos dados dos usuários na navegação privada.
  • O Google ganhará menos dinheiro com os dados coletados na navegação privada.
  • Os usuários terão mais controle sobre seus dados na navegação privada.
  • O acordo representa um passo importante na exigência de honestidade e responsabilidade das empresas de tecnologia.

Reações

  • Google: Satisfeito com a resolução do processo, que sempre considerou sem mérito.
  • Advogados dos Demandantes: Acordo histórico que exige honestidade e responsabilidade das empresas de tecnologia.

Próximos Passos

  • O acordo precisa ser aprovado pela juíza distrital dos EUA, Yvonne Gonzalez Rogers.
  • Os advogados dos demandantes buscarão posteriormente honorários advocatícios a serem pagos pelo Google.

Contexto

  • A ação coletiva começou em 2020, abrangendo milhões de usuários do Google que usaram a navegação privada desde 1º de junho de 2016.
  • Os usuários alegaram que o Google os rastreava mesmo no modo de navegação privada.
  • O Google negou as alegações, afirmando que nunca associou dados aos usuários no modo de navegação anônima.

Leia também:

* O texto desta matéria foi parcialmente gerado por ferramentas de inteligência artificial, modelos de linguagem de última geração que auxiliam na elaboração, revisão, tradução e resumos de textos. As entradas de texto foram criadas pela equipe do Curto News e as respostas das ferramentas de IA foram utilizadas para aprimorar o conteúdo final.
É importante destacar que as ferramentas de IA são apenas ferramentas, e a responsabilidade final pelo conteúdo publicado é do Curto News. Ao utilizarmos essas ferramentas de forma responsável e ética, nosso objetivo é ampliar as possibilidades da comunicação e democratizar o acesso à informação de qualidade.
🤖

PUBLICIDADE

Procurando uma ferramenta de Inteligência Artificial para facilitar a sua vida? Neste guIA, você navega por um catálogo de robôs movidos a IA e conhece suas funcionalidades. Confira a avaliação que a nossa equipe de jornalistas deu para elas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima