Mark Matlock was accused of being an AI bot (Reform UK)
Créditos da imagem: Reform UK

Político do Reino Unido acusado de ser IA é na verdade uma pessoa real

Mark Matlock, candidato pelo partido direitista Reform UK, garantiu ao jornal britânico The Independent que é uma pessoa real, e não um robô de inteligência artificial (IA) como alguns suspeitaram.

PUBLICIDADE

Talvez tenha sido a pele excessivamente lisa em uma foto de campanha ou o fato de Matlock ter supostamente faltado a eventos como a apuração dos votos. De qualquer forma, um rumor surgiu online questionando sua existência. “Podemos estar à beira de um ENORME ESCÂNDALO”, dizia o post.

Um candidato político gerado por IA não é totalmente impossível: nesta eleição, um executivo de uma empresa de IA usou uma persona artificial para concorrer ao Parlamento, recebendo apenas 179 votos.

Matlock, no entanto, é humano e, aparentemente, adoeceu gravemente durante a eleição. “Peguei pneumonia três dias antes da noite da eleição. Tentei ir tomando vitaminas, mas não foi possível. Na noite da eleição, eu nem conseguia ficar de pé”, disse ele ao The Independent. Matlock também forneceu ao jornal a foto original que chamou a atenção, explicando que o fundo foi removido e a cor da gravata alterada. Porém, a foto editada tem aquele visual artificial – especialmente no cabelo e na pele de Matlock – que se tornou associado à IA.

PUBLICIDADE

Isso parece uma lição para todos os políticos: não editem suas fotos de um jeito que lembre uma criação do Midjourney com o prompt “político jovem e inofensivo”.

As eleições de 2024 nos EUA e no exterior já sentem os efeitos da proliferação de ferramentas de IA. Até agora, no entanto, nenhum robô substituiu um político humano (alguns talvez até preferissem, é verdade). Deepfakes convincentes de políticos estão cada vez mais fáceis de fazer, como no caso da voz do presidente Joe Biden clonada para desencorajar a votação. Há também a questão de como lidar com anúncios políticos criados por IA – o Google anunciou recentemente que criará automaticamente divulgações para anúncios rotulados como gerados por inteligência artificial.

Como aponta o The Guardian, alguns candidatos do Reform UK mal tinham informações online, o que provavelmente contribuiu para a especulação sobre Matlock. Então, se você planeja se candidatar a um cargo público, um alerta: compareça aos eventos, interaja com os eleitores e mantenha um perfil público. E, claro, evite edições exageradas nas fotos.

PUBLICIDADE

Leia também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima